Você Sabia?

O jornal online que você acessa, o e-commerce que compra diversos produtos ou a blogueira que te dá dicas legais? Eles usam (e amam!) o WordPress e você também deveria. O WordPress foi lançado em 27 de maio de 2013 pelos desenvolvedores Matt Mullenweg e Mike Little. O objetivo da dupla foi criar um sistema de blog mais eficiente que o B2/Cafeblog, plataforma open source da qual eles eram usuários. Pois conseguiram. Veja 14 Razões porque a Guia-se SBC Centro utiliza WordPress nos seus projetos.
 
 

1. Mobile first

 
O WordPress é cada vez mais mobile e isso não é de hoje. Desde a versão 3.8, lançada em 12 de dezembro de 2013, o painel  administrativo introduziu um design mais moderno e responsivo. Isso permite a gestão dos projetos através do navegador de internet do dispositivo móvel, já que a tela é amigável e responsiva para com esses dispositivos.
 
 

2. SEO

 
Mecanismos de buscas como o Google, são responsáveis, em alguns casos, por mais de 90% do tráfego dos websites. Isso torna essencial a aplicação de técnicas de SEO para uma maior relevância, encontrabilidade e otimização. O WordPress é uma plataforma com foco em semântica e recursos nativos para que os conteúdos nela publicados sejam facilmente indexados pelos mecanismos de busca.
 
 

3. Site, blog, e-commerce…

 
Uma única plataforma e várias finalidades. Seja para site, blog, aplicação SAAS ou o que sua imaginação conceber bem como o seu negócio exigir. É possível também (e faz muito sentido, inclusive) ter uma única plataforma e utiliza-la de forma mista para agregar site, blog, e-commerce e o que seu modelo de negócio contemplar.
 
 

4. Acessibilidade

 
O painel administrativo do WordPress é acessível via desktop, smartphones, tablets e leitores de leitura. Isso potencializa seu uso pelos mais variados tipos de necessidades dos seus usuários e contribui para que suas limitações não sejam empecilhos para conseguirem publicar suas histórias. Uma plataforma acessível garante maior compatibilidade com os navegadores de internet e dispositivos diversos; maior visibilidade em mecanismos de busca; fidelização de usuários e clientes; maior valor agregado a marca; ampliação e diversificação de público.
 
 

5. Gestão de conteúdo

 
Gerenciadores de conteúdo precisam, obviamente, serem safos com a gestão dos conteúdos nele publicados. O WordPress tem um editor poderoso e extensível com recursos simples e eficientes. Publicar textos, imagens, listas, tabelas, vídeos e se integrar as mais variadas formas de conteúdos ricos é possível com o editor nativo do WP.
 
 

6. Gestão de sites

 
Através de uma única instalação do WordPress é possível gerenciar inúmeros sites e cada um com características únicas, isto é, endereço próprio, tema, conjunto de plugins, usuários e conteúdos. A flexibilidade da plataforma vai além de uma gestão eficaz de conteúdo e te permite gerir um universo de publicações em diferentes sites, mas como uma única instalação, uma única plataforma e se beneficiar da replicação de conteúdo, mão de obra, esforço e integração.
 
 

7. Gestão de usuários

 
Seja usuários internos ou externos, todos são geridos numa única interface e com definições específicas para cada um que controlam suas permissões e atividades possíveis dentro da plataforma. As possibilidades podem ser estendidas através de plugins que agregam recursos para implementar campos extras e funções diversas.
 
 

8. Suporte e manutenção

 
Os projetos digitais baseados em WordPress se beneficiam das constantes e relevantes lançamentos da plataforma para garantir uma plataforma sempre atualizada. O suporte do WordPress é realizado pela comunidade através de fóruns e eventos ao redor do globo ou por empresas especializadas com soluções para garantir a manutenção do WordPress com eficiência e especialidade.
 
 

9. Open source

 
O WordPress é um projeto de código aberto. Isso significa muito para você considerá-lo como a plataforma do seu projeto digital, tanto no aspecto financeiro quanto na liberdade de uso. No aspecto financeiro você não precisará se preocupar com os custos de licença de software. Projetos open source reúnem milhões de pessoas ao redor do mundo para trabalhar em sua evolução.
 
 

10. Plugins

 
Os plugins para WordPress estendem a funcionalidade do software agregando, ou modificando, seus recursos nativos. Atualmente estão disponíveis gratuitamente quase 50 mil opções, das quais já foram baixados mais de 1 bilhão de vezes. Gratuitos, pagos ou desenvolvidos sob medida. As opções são diversas assim como a flexibilidade de implementação de recursos sem a necessidade de intervenção no core da plataforma.
 
 

11. Temas

 
Você pode estar acostumado com o termo “template”, mas em WordPress o considere como “tema”. O conceito é o mesmo. Através do seu diretório oficial o WP disponibiliza milhares de opção para as mais variadas necessidades. Além dos temas gratuitos é possível fazer uso dos temas pagos e personalizá-los e ,claro, desenvolver um tema exclusivo para sua presença digital.
 
 

12. Aplicativos mobile

 
Além de uma interface responsiva que facilita a gestão do site através de qualquer navegador de internet. O WordPress disponibiliza um aplicativo para gerir seu projeto em WordPress através do iOS ou Android. São alternativas a mais para o usuário ir de encontro com o formato que lhe deixa mais confortável para o trabalho diário de gerir projetos digitais.
 
 

13. Personalização

 
O WordPress almeja ser invisível. A plataforma permite tamanha flexibilidade para sua personalização que alguns projetos dificilmente são identificados como desenvolvidos com base em WP. Personalizar a plataforma não significa alterar seu core, e isso não deve acontecer de forma nenhuma sob pena de impossibilitar as atualizações com segurança, e sim fazer uso dos seus milhares de ganchos que permitem o desenvolvimento com WordPress flexível e personalizado de sua API.
 
 

14. Completo ecossistema

 
A conquista de 28,1% de toda a internet fortalece e coloca a disposição dos usuários do WordPress um ecossistema poderoso de recursos, empresas e fornecedores. Adotar o WordPress é uma garantia de não criar e ter dependência de um único fornecedor. O conhecimento é distribuído, descentralizado e acessível. Os códigos inicialmente desenvolvidos por um time, podem facilmente serem mantidos por outro.

Mais Posts Interessantes.

Porque terceirizar o departamento de marketing?

 departamento de marketing não é uma exclusividade das grandes empresas....

Como preparar uma transmissão no YouTube Live

You Tube   O Google anunciou em agosto de 2016 o fim do Hangouts On Air e sugeriu que a...

Realidade aumentada, chatbots e influenciadores são algumas das tendências de social media em 2017

Realidade aumentada, chatbots e influenciadores são algumas das tendências de social media em 2017...